sábado, 20 de outubro de 2007

Como surgiu o Espiritismo?

Hyppolyte Léon Denizard Rivail ( Kardec), andando pelas ruas de Paris, encontrou seu amigo Carlotti, que lhe descreveu fatos que estavam acontecendo provocados pela ação dos espíritos. Estes fatos eram comuns nos meios burgueses da França, tendo lá chegado por intermédio de missões espiritualistas americanas, que disseminaram também em outros países da Europa ( 1850). A suposição que era possível comunicar-se com espíritos não era nova nem original, como a literatura dos povos antigos atestam
Rivail, curioso e descrente, começou a frequentar algumas dessas reuniões e seu cepticismo caiu por terra abaixo, ao observar mesas e outros objetos movendo-se sem ajuda de qualquer mecanismo especial. Disposto a entender esses fenômenos, mergulhou de cabeça no estudo de várias correntes do misticismo e começou a experimentar e repetir os fenômenos de comunicação com o mundo dos espíritos, utilizando-se da razão e dos meios científicos. A dedução explícita com o método científico foi uma tentativa de livrar o Espiritismo do estereótipo de irracionalidade num tempo em que a Razão era um verdadeiro dogma, pois a afirmação do Espiritismo foi uma luta difícil e demorada porque diversas religiões mostravam seu desagrado com a nova religião.
Assim, com a ajuda de vários novos médiuns, Rivail começou a trabalhar na síntese que gerou o Espiritismo.

Um comentário:

Toro disse...

Está religião ou está ciência deu inicio como uma brincadeira, essas rodas chamaram a atenção de Hyppolyte, que resolveu fazer um estudo mais aprofundado, e depois de um ano percebeu que realmente haviam espíritos que moviam os objetos. A partir destes fatos grandes estudiosos começaram a participar dessa rodas, e deixou de ser uma brincadeira.